Estado de Goiás
Pós-Graduação Stricto Sensu em Língua, Literatura e Interculturalidade

 

TÓPICOS EM ESTUDOS CULTURAIS

Créditos: 04

Carga Horária: 60 horas

 

Ementa: Conceito de Cultura. As origens dos Estudos Culturais. Identidade e Diferença. Diversidade lingüística, literária e cultural na região Centro-Oeste. Multiculturalidade e Interculturalidade.

 

Bibliografia:

BELLO DOMÍNGUEZ, J.; SALGADO MEDINA, R. M. Espacios interculturais en la América Latina Del Siglo XXI. Ciudad del México: Universidad Pedagógica Nacional, 2010

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Tradução de Myriam Ávila. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

BURKE, Peter. Hibridismo cultural. Tradução de Leila Souza Mendes. São Leopoldo: Editora da UNISINOS, 2010.

CANCLINI, Nestor Garcia. Culturas híbridas. Estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. São Paulo: Edusp, 2000.

_____. Consumidores e cidadãos: conflitos culturais da globalização. Tradução de Maurício Santana Dias. Rio de Janeiro, Editora UFRJ, 1999.

CANDAU, Vera Maria. Interculturalidade e educação escolar. In:______. Reinventar a escola. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 47-60

______ . (Org.). Educação intercultural e cotidiano escolar. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2006.

CEVASCO, Maria Elisa. Dez lições sobre estudos culturais. São Paulo: Boitempo Editorial. 2003.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manula Galhardo. Algés: Difel, 2002.

FALTER, Paola. Interculturalismo e culturas no plural. In: FLEUR, Reinaldo Matias. Interculturalidade e movimentos culturais. Florianópolis: Mover/NUP, 1998.  

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. Tradução de Raul Fiker. São Paulo: Editora UNESP, 1991. 

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1989.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP & A Editora, 2006.

______. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Tradução de Adelaine La Guardia Resende. Belo Horizonte, Edit. UFMG, 2006.

______. “The work of representation”. In: HALL, Stuart (org.) Representation. Cultural representation and cultural signifying practices. London/Thousand Oaks/New Delhi: Sage/Open University, 1997.

HOGGART, Richard. As utilizações da cultura: aspectos da vida da classe trabalhadora, com especiais referenciais a publicações e divertimentos. Tradução de Maria do Carmo Cary. Vol. I e II. Lisboa: Editorial Presença, 1973.

JULIEN, François. O diálogo entre as culturas: do universal ao multiculturalismo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

MACHADO, Cristina Gomes. Multiculturalismo: muito além da riqueza e da diferença. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. 

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Tradução de Ronald Polito e Sérgio Alcides. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001.

MCLAREN, Peter. Multiculturalismo crítico. Tradução de Bebel Orofino Schaefer. São Paulo: Cortez, 1997.

SHOHAT, Ella & STAM, Robert. Crítica da imagem eurocêntrica: multiculturalismo e representação. Tradução de Marcos Soares. São Paulo: CosacNaify, 2006.

MATTELART, Armand. Diversidade cultural e mundialização. São Paulo: Parábola, 2005.

MATTELART & NEVEU. Introdução aos Estudos Culturais. Tradução de Marcos Marcionilo. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2006

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Reconhecer para libertar: os caminhos do cosmopolitismo multicultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença – a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

SILVA, Tomaz Tadeu da. O que é, afinal, os estudos culturais? Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

XAVIER ABÓ, S. J. Cultura , interculturalidade, inculturação. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e sociedade (1780-1950). Tradução de Leônidas H. B. Hegenberg, Octanny Silveira da Mota e Anísio Teixeira. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1969.