Estado de Goiás
Pós-Graduação Stricto Sensu em Língua, Literatura e Interculturalidade

 

ENSINO DE LÍNGUAS E DIVERSIDADE

Créditos: 04

Carga Horária: 60 horas

 

Ementa: Ensino de línguas na contemporaneidade: necessidade de descolonização epistemológica e de abertura à diversidade. Abordagem da diversidade e da diferença na sala de aula de línguas: questões étnico-raciais, de gênero, de sexualidade, etc. Diversidade cultural e práticas pedagógicas no ensino de línguas.

 

Bibliografia:

ALVAREZ, Maria Luíza Ortiz; SILVA, Kleber Aparecido da (Org.). Linguística aplicada: múltiplos olhares. Brasília: UnB/Finatec; Campinas: Pontes, 2007.

BARBOSA, L. M. de A. (Org.). (Inter)faces (inter)culturais no ensino-aprendizagem de línguas. Campinas: Pontes Editores, 2014.

BASTOS, L. C.; MOITALOPES, L. P. (Org.). Estudos da identidade: entre saberes e práticas. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

BRAWERMAN-ALBINI, Andressa; MEDEIROS, Valéria da Silva (Org.). Diversidade Cultural e Ensino de Língua Estrangeira. Campinas: Pontes Editores, 2013.

CAMARGO, D.; BULGACOV,Y.L. M. (Org.). Identidade & emoção. Curitiba: Travessa dos Editores, 2006.

CANDAU, Vera Maria. Didática crítica intercultural: aproximações. Petrópolis: Vozes, 2012.

CAVALCANTI, M. C; BERTONI-RICARDO, S. M. (Org.). Transculturalidade, linguagem e educação. Campinas: Mercado das Letras, 2007.

FERREIRA, Aparecida de Jesus. Identidades Sociais de Raça, Etnia, Gênero e Sexualidade: Práticas pedagógicas em salas de aula de línguas e formação de professores. Campinas: Pontes Editores, 2012.

________ (Org.). Narrativas Autobiográficas de Identidades Sociais de Raça, Gênero, Sexualidade e Classe em Estudos da Linguagem. Campinas: Pontes Editores, 2015.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

MOITA LOPES, L. P.(Org.). Discursos de identidades: discurso como espaço de construção de gênero, sexualidade, raça, idade e profissão na escola e na família. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.

MOITA LOPES. L. P. (Org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial. 2008.

MOITA LOPES, L. P.; BASTOS, L.C. (Org.). Para além da identidade: fluxos, movimentos e trânsitos. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

NORTON, B. Language, identity and the ownership of English. TESOL Quarterly, vol. 31, n.3, p. 409-429, 1997.

PENNYCOOK, A. Critical Applied Linguistics: a critical introduction. Mahwah, NJ: Lawrence ErbaumAssociates, 2001.

RAJAGOPALAN, Kanavillil; FERREIRA, Dinma Maria Martins (Org.). Políticas em linguagem: perspectivas identitárias. São Paulo: Mackenzie, 2006.

REIS, S.; VAN VEEN, K.; GIMENEZ, T. (Org.). Identidades de professores de línguas. Londrina: EDUEL, 2011.

SIGNORINI, I. (Org.). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. São Paulo; Campinas: Mercado de Letras, 1998.

HOOKS, Bell. Teaching to transgress: education as the practice of freedom. New York: Routledge, 1994.

KALANTZIZ, M.; COPE, B. Literacies. New York, Port Melbourne: Cambridge University Press, 2012.

KRAMSCH, C. Language and culture. Oxford: OUP, 1998.

KUBOTA, Ryuko; LIN, Angel (Org.). Race, culture, and Identities in Second Language Education. New York: Routledge, 2009.

MOREIRA, Antonio Flavio, CANDAU, Vera Maria. (Org.). Currículos, disciplinas escolares e culturas. Petrópolis, RJ; Vozes, 2014.

MOSÉ, Viviane. A escola e os desafios contemporâneos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

MOTA, K.; SCHEYERL, D. (Org.).Recortes interculturais na sala de aula de línguas estrangeiras. Salvador: Edufba, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula (Org.). Epistemologias do sul. Coimbra: Almedina, 2009.

SODRÉ, Muniz. Reinventando a educação: diversidade, descolonização e redes. Petrópolis: Vozes, 2012.