Estado de Goiás
Pós-Graduação Stricto Sensu em Língua, Literatura e Interculturalidade

 

FORMAÇÃO DE PROFESSORES E DIDÁTICAS DE LÍNGUAS

Créditos: 04

Carga Horária: 60 horas

 

Ementa: As TICs e a comunicação na contemporaneidade. Políticas linguísticas e ensino. Formação de professores de línguas. Didática de línguas: planejamento, produção e elaboração de materiais, recursos e avaliação. Sequências didáticas.

 

Bibliografia:

 

ABRAHÃO, M. H. V. Teoria e prática na formação pré-serviço do professor de língua estrangeira. In: GIMENEZ, T. (Org.). Trajetórias na formação de professores de línguas. Londrina: Editora UEL, 2002.

_____. Crenças e ensino de línguas: foco no professor, no aluno e na formação de professores. Campinas: Pontes Editores, 2006.

______. Prefácio. In: BARCELOS, A. M. F.; COELHO, H. S. H. Emoções, reflexões e (trans)form(ações) de alunos, professores e formadores de professores de línguas. São Paulo: Pontes Editores, 2010.

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2010.

ALSUP, J. Teacher identity discourses: negotiating personal and professional spaces. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 2006.

ANTUNES, Celso. Língua Portuguesa e didática. Petrópolis: Vozes, 2010

BARCELOS, A. M. F.; ABRAHÃO, M. H. V. (Org.). Crenças e ensino de línguas: foco no professor, no aluno e na formação de professores. Campinas: Pontes, 2006.

BARROS, S. M.; ASSIS PETERSON, A. A. (Org.). Formação crítica de professores de línguas: desejos e possibilidades. São Carlos, SP: Pedro e João Editores, 2010.

BUZATO, M. E. K. O letramento eletrônico e o uso do computador no ensino de língua estrangeira: contribuições para a formação de professores. 2001. 188 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada)-Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

FERREIRA, Lucelena; SANGENIS, Anabelle Loivos Considera Conde. Didática e Prática de Ensino de Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Lamparina, 2011.

FUNO, L. B. A. Teletandem e formação contínua de professores vinculados à rede pública de ensino do interior paulista: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado)-Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2011.

GARCIA, D. N. M. O uso da escrita em língua estrangeira (inglês) por meio dos diários dialogados eletrônicos. Dissertação. (Mestrado em Letras) – Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, UNESP, Assis, 2003.

GERHARDT, A. F. L. M. Ensino-aprendizagem na perspectiva da Linguística Aplicada. Campinas, SP: Pontes, 2013.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2006.

LEAL, Telma Ferraz; SILVA, Alessandro da. Recursos didáticos e ensino de Língua Portuguesa. Curitiba: Editora CRV, 2011.

MATEUS, E. Atividade de aprendizagem colaborativa e inovadora de professores: ressignificando as fronteiras dos mundos universidade-escola. 2005. 327f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

MENDES, E.; CASTRO, M. L. S. (Org.). Saberes em português: ensino e formação docente. Campinas: Pontes Editores, 2008.

PAULA, Anna Beatriz; SILVA, Rita do Carmo Polli da. Didática e avaliação em Língua Portuguesa. São Paulo: IBPEX, 2012.

PEREIRA, R. C. M.(Org.). Entre teorias e práticas: o quê e como ensinar nas aulas de português. João Pessoa: Editora da Universidade Federal da Paraíba, 2011.

______. Didática do ensino de língua portuguesa. In: Aldrigue, Ana Cristina de Sousa; Faria, Evangelina Maria Brito de. (Org.). Linguagens usos e reflexões. João Pessoa: Editora Universitária UFPB, 2009.

PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E. (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez Editora, 2002.

TONELLI, Juliana Reichert Assunção; CHAGURI, Jonathas de Paula. Perspectivas educacionais e ensino de línguas. Londrina: EDUEL, 2014.

ZATTERA, M. N. (Re)significando a profissão docente: motivos que levam os professores e as professoras permanecerem no magistério e suas implicações na constituição da identidade profissional. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Rio Grande do Sul, 2002.